Dom Gil comemora 19 anos de ordenação episcopal

dom gilNa manhã deste domingo (14), o arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu, na Catedral Metropolitana, Celebração Eucarística em ação de graças por seus 19 anos de ordenação episcopal, comemorados na próxima terça-feira (16). A missa foi concelebrada pelo vigário geral da Arquidiocese e pároco da Catedral, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, e contou com a presença do Coral Arquidiocesano Benedictus.

“Eu quero agradecer a Nosso Senhor as bênçãos que ele tem dado sem merecimento da minha parte, as graças para superar as dificuldades, obstáculos, problemas. E a grande graça de, juntamente com o meu querido clero, anunciar o Seu reino, levar a Palavra, celebrar os Sacramentos, afinal de contas, servir a Igreja de Cristo. Agradeço a todos aqueles que têm colaborado com a minha pessoa nestes 19 anos de episcopado. Que tudo seja para a glória de Deus e peço a Nosso senhor a graça de poder continuar com saúde e disposição a servir o Seu reino até o dia em que Ele desejar”, disse Dom Gil.

Durante sua homilia, o arcebispo fez uma reflexão sobre a sabedoria, nome do livro da Sagrada Escritura do qual foi retirada a primeira leitura deste domingo. Dom Gil disse que “quem não consegue a sabedoria, acaba morrendo de tristeza” e apontou que Cristo diz o que é necessário para tê-la: fé, caridade, desapego das coisas materiais e a luz que ilumina os olhos e nos faz enxergar além. “A sabedoria não é uma ideia, não é uma filosofia; ela é uma pessoa”, ressaltou.

Ao final da celebração, o arcebispo destacou que o seu maior presente será a fundação, nesta semana, do Terço dos Homens na África. O movimento, que é uma iniciativa brasileira e tem Dom Gil como bispo referencial, será apresentado na Diocese de Maputo, em Moçambique, a pedido do arcebispo local, Dom Francisco Chimoio, OFM Cap. A comitiva contará com 14 homens integrantes do TH.

Vale destacar que, na próxima terça-feira, 16 de outubro, Dom Gil comemorará seu aniversário de ordenação episcopal em Santa Missa na Matriz da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no Bairro Bairu, em Juiz de Fora. Neste dia, a comunidade local celebrará o Dia de Santa Edwiges. A celebração está marcada para as 19h e será seguida de procissão.

19 anos de episcopado

Dom Gil Antônio Moreira foi ordenado diácono a 9 de julho de 1973 em Divinópolis e presbítero, a 18 de dezembro de 1976, em Itapecerica, pelas mãos de Dom Cristiano Portela de Araújo Pena.

Foi nomeado Bispo Auxiliar de São Paulo, por João Paulo II, aos 14 de julho de 1999, tendo recebido a Ordenação Episcopal aos 16 de outubro de 1999, em Itapecerica/MG. Foi seu sagrante principal o Núncio Apostólico Dom Alfio Rapisarda, e consagrantes Dom Cláudio Hummes e Dom José Belvino do Nascimento, com especial homenagem a Dom Cristiano Frederico Portela de Araújo Pene, 1° bispo de Divinópolis/MG e verdadeiro Pai espiritual de Dom Gil.

Em 2004, foi elevado a Bispo Diocesano de Jundiaí, por João Paulo II, tomando posse a 15 de fevereiro, aí permanecendo por cinco anos. Aos 28 de janeiro de 2009, foi nomeado Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, pelo Papa Bento XVI, tendo tomado posse a 28 de março seguinte, na Catedral Metropolitana de Santo Antônio.

Na CNBB, antes de vir para a Arquidiocese de Juiz de Fora, atuava no Regional Sul 1. Foi membro da Comissão de Cultura, presidente da Comissão Regional em Defesa da Vida e responsável pela Comissão Regional dos Bens Culturais da Igreja. No Nacional, era suplente para o Conselho Permanente, pelo Regional Sul 1.

Foi também, na Santa Sé, membro da Congregação para a Educação Católica, nomeado pelo Papa Bento XVI em abril de 2007. Na CNBB, foi coordenador da Comissão Nacional de Comemorações dos 50 anos do Concílio Vaticano II.

Atualmente é Presidente da Comissão para Comunicação e Cultura do Regional Leste II da CNBB e Bispo Responsável pela Comissão de Bens Culturais da Igreja, também no Regional Leste II. É também Assistente Espiritual Nacional do Terço dos Homens.

Seu lema é Scis Amo Te (Senhor, sabes que te amo).

Confira as fotos da missa em nosso Facebook.

* Fonte: site da Arquidiocese JF

Festa de Nossa Senhora Aparecida reúne milhares de fiéis na Catedral

n sra aparecida 2018No último dia 12, sexta-feira, a Igreja do Brasil celebrou a sua padroeira, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. E a Catedral recebeu milhares de fiéis nas celebrações deste dia especial. A XXIII motociata, teve concentração, às 09h, no bairro Bom Pastor, e contou com a participação de milhares de motociclistas que homenagearam a Padroeira do Brasil.

Após a motociata, o arcebispo metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira deu a bênção dos capacetes e, em seguida, foi iniciada a celebração de 11h30, presidida por ele e concelebrada pelos padres da Catedral.

Em entrevista, o arcebispo Dom Gil explica que neste ano, durante a Festa da padroeira, a Igreja pede uma graça especial pelas eleições do segundo turno, que será no dia 28. "Que Nossa Senhora Aparecida alcance de Deus para nós o Espírito Santo, para que nós votemos segundo a nossa consciência e seja escolhido aquele que for melhor para o Brasil. E temos a certeza que Deus, em sua sabedoria, já escolheu, basta da nossa parte termos condições de darmos o voto para aquele que acharmos melhor. Que Nossa Senhora Aparecida interceda por nós, para que o Brasil passe para tempos melhores, nossas famílias sejam mais protegidas e tudo aconteça para o bem de todos os brasileiros", completa.

Ao final da celebração o organizador da XXIII Motociata, Antônio Oliveira (Toninho) presenteou o arcebispo com uma camisa do evento e agradeceu a oportunidade de participar mais uma vez do momento. A Catequese da Catedral também fez uma bela homenagem a Nossa Senhora Aparecida e o arcebispo convidou os presentes para todos juntos cantarem o Hino Nacional do Brasil e pedir a intercessão da Rainha e Padroeira pelas eleições 2018. 

Clique aqui e confira as fotos da celebração.

Missa Anual da Mãe Peregrina é realizada na Catedral

mãeperegrinaNo dia 20 de outubro, sábado, acontece a missa anual da Aliança de Amor com a Mãe Rainha de Shoenstatt, às 16h, na Catedral Metropolitana.

A celebração será presidida pelo vigário geral da Arquidiocese de Juiz de Fora e pároco da Catedral, monsenhor Luiz Carlos de Paula.

A missa das 17h não será realizada, pois será antecipada para acontecer junto com essa celebração.

Conheça a história da Mãe Peregrina de Schoenstatt

A Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt faz parte da Obra Internacional de Schoenstatt, fundada pelo Pe. José Kentenich em 18 de outubro de 1914, em Schoenstatt, na Alemanha. Pe. José Kentenich expressa seu desejo que a Imagem de graças da Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt tenha um lugar de honra nos lares.

Leia mais

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades da Catedral.
  1. Facebook
  2. Twitter
  3. Instagram
  4. Video